O que é o Brand Safety?

O que é o Brand Safety?

 

O Brand Safety, ou “segurança de marca” em tradução livre, significa a realização de ações de gestão de campanhas com intenção de impedir que anúncios online sejam veiculados em contexto desfavorável à estratégia do anunciante e em sites fraudulentos. Cada plataforma tem sua característica específica, como detalhado abaixo.

Na MediaMath:
A plataforma dispõe de um sistema próprio para detectar e eliminar tráfego fraudulento. O recurso “Suspicious Traffic Filter” fornece diferentes níveis de tolerância para a qualidade do inventário. Como parte do processo de subida de campanha, a equipe configura as campanhas com esse filtro já ativo. Além dele, pode-se utilizar dados para uma segmentação semântica que impede a veiculação em sites com o conteúdo em que se deseja bloquear, por exemplo, quando uma companhia aérea não quiser ter seu anúncio exibido ao lado de uma notícia de desastre aéreo. Os parceiros para essa opção são DoubleVerify e Peer39.

No DBM:
A plataforma do Gooogle também possui filtros nativos de brand safety, chamado “exclusões de rótulos de conteúdo digital” e outro de “exclusão de categorias sensíveis”. Com o primeiro é possível proteger a veiculação de faixas etárias para as quais não se deseja veicular, como audiência de adolescentes e idosos, ou audiências com orientação dos pais, por exemplo. Já a segunda opção de filtro nativo do DBM permite proteger a veiculação de categorias específicas. Por exemplo, bloquear veiculação em sites com conteúdo adulto, de downloads, drogas, política, religião, acidentes de meios de transporte e etc. Esses filtros já são utilizados pela equipe de gestão no momento de configuração da campanha. Têm-se também a opção de utilizar dados contextuais de parceiros (Double Verify e Integra Ad Science).

Na Brightroll:
Nessa DSP é possível usar os filtros de brand safety dos parceiros DoubleVerify, IAS e Peer39, e pode ser implementado da mesma forma que nas outras DSP’s, como um dado contextual.

Importante ressaltar:

O valor dos lances em estratégias com Brand Safety será sempre mais alto que o normal. A utilização desses filtros torna mais difícil a compra de impressões nos leilões, então, é preciso dar lances mais altos para garantir a aquisição.

O Brand Safety só faz sentido quando for muito relevante para o anunciante. O uso desnecessário dessas ferramentas pode ocasionar na perda de boas oportunidades de espaços para veicular da campanha.

RESUMO:

– Todas as plataformas possuem opções de brand safety com dados contextuais, porém isso encarece o valor de lance e restringe a entrega, então é prudente avaliar se é necessário.
– Nas DSP’s MediaMath e DBM existem filtros brand safety nativos, que já são utilizados pela gestão de campanhas para melhorar a qualidade do inventário (MediaMath) e proteger a veiculação em categorias específicas (DBM), sem gerar custos adicionais.

Last Updated On maio 04, 2018
Last Updated On maio 04, 2018