Estatística do Vídeo Marketing: dicas para sua estratégia de mídia

Planejamento estratégico de mídiajaneiro 13, 20209 Minutes

Com os usuários cada vez mais inclinados ao consumo de conteúdos interativos, o vídeo marketing assumiu um papel importante dentro das estratégias de mídia. De acordo com o Digital Ad Spend, em 2018, os anúncios em vídeo representaram 38% do investimento no digital no Brasil e a expectativa é de que este tipo de formato ganhe ainda mais espaço no mercado publicitário.

O momento atual é ideal para as empresas que querem utilizar o vídeo para impactar a sua audiência em diferentes momentos. Por isso, o time de Planejamento da Publya preparou um resumo do estudo realizado pela Social Media Today para que você conheça algumas das principais estatísticas do vídeo marketing e saiba como aplicá-las na sua estratégia de mídia. Confira!

O vídeo marketing como conteúdo estratégico

Com 55% dos usuários assistindo a conteúdos online diariamente, o vídeo se tornou uma das principais opções para quem deseja consumir conteúdos à qualquer momento e em qualquer lugar. Isso transformou o o vídeo marketing em um apelo essencial quando pensamos em levar uma mensagem personalizada para audiências em diferentes etapas do funil.

Segundo estimativas, 87% dos usuários gostariam de ver mais videos relacionados às marcas, o que inclui conteúdos explicativos sobre produtos ou serviços. Ou seja, as empresas que sabem como aproveitar o vídeo marketing se diferenciam da concorrência e conseguem desenvolver estratégias ainda mais assertivas para se comunicar com os consumidores.

Apesar do Youtube ser o responsável pelo ponta pé inicial do consumo de vídeo no Brasil, hoje diversas plataformas oferecem opções para as empresas que querem se comunicar utilizando esse formato de mídia.

Por isso, utilizar o vídeo marketing é uma excelente forma de interagir com a audiência e trabalhar as diferentes etapas da jornada de consideração como atrair, converter e reter clientes. Confira abaixo alguns dados do impacto do vídeo nas campanhas de mídia:

Reconhecimento: Os anúncios em vídeo já foram adotados como a principal maneira dos consumidores descobrirem uma marca da qual compraram mais tarde;

Engajamento: 46% dos usuários que assistem anúncios em vídeo se envolvem com o conteúdo através de cliques, por exemplo;

Geração de leads: Equipes de marketing conseguem alcançar cerca de 66% dos seus Leads utilizando estratégias de vídeo.

Vídeo marketing aplicado na mídia programática

Por meio da programática é possível aproveitar os melhores recursos de segmentação de audiência para entregar as campanhas de vídeo marketing em diversos sites e aplicativos.

Do investimento total em anúncios em vídeo durante 2018, 72% foram destinados para os formatos exibidos in-stream, onde o anúncio aparece antes, no meio ou no final de um vídeo, e 15% foram para o formato Out-stream, que é oferecido em estilo “nativo” onde o anúncio é exibido à medida que o usuário percorre a página. (Fonte: Digital AdSpend 2019)

Para o time de Gestão de Campanhas da Publya, a utilização do formato Out-Stream formato é um dos principais destaques para os anunciantes, pois a partir de uma segmentação bem feita é possível criar afinidade entre o conteúdo consumido pelo usuário e o anúncio veiculado.

Por exemplo, através da Rede Teads, os anúncios em vídeo são veiculados no meio da página de um artigo editorial de sites como o Quatro Rodas, Estadão, Caras, Adorocinema, Editora Globo, entre outros portais.

Segundo Thiago Oliveira, Gestor de Campanhas da Publya, “Apostar nos anúncios em vídeo traz a possibilidade de encontrar novas audiências que não necessariamente fazem parte do padrão de usuário que consome a marca. Isso vale para qualquer tipo de campanha em vídeo, não apenas para a programática.”

O uso de vídeos nas redes sociais

Em 2019 foi registrado um aumento de 7,7% no número de usuários ativos no Brasil, totalizando 140 milhões de pessoas conectadas e interagindo nas redes sociais. Para as marcas, saber como aproveitar essas plataformas para gerar mais engajamento e converter usuários em clientes é um fator de extrema importância.

Confira algumas estimativas para quem quer aproveitar o vídeo marketing em anúncios nas redes sociais:

  • Linkedin: Usuários do LinkedIn têm 20 vezes mais chances de compartilhar um vídeo na plataforma do que qualquer outro tipo de postagem;
  • Twitter: Tweets com vídeos tendem a gerar 10 vezes mais engajamento do que aqueles sem vídeos;
  • Facebook: O engajamento de posts de vídeo no Facebook é 13,9% maior em relação a outros formatos;
  • Youtube: A plataforma número 1 no quesito influência no comportamento do consumidor;

Uma recomendação do time de Gestão de Campanhas da Publya é utilizar os anúncios em vídeo para engajar o público através de histórias. Para isso basta utilizar o sequenciamento de mensagens, onde é possível apresentar diferentes anúncios a partir do nível de interação que a audiência teve.

Por exemplo, ao identificar usuários que assistiram o vídeo até um tempo específico (15, 30 seg), é possível ativar campanhas para outras etapas do funil. Assim, o usuário é impactado novamente, mas com um novo tipo de anúncio em vídeo. Outro diferencial é o uso do lookalike, uma configuração que permite expandir a entrega do anúncio para audiências semelhantes a que interagiram anteriormente com o vídeo.

Apostar nas redes sociais e streaming de música (Deezer e Spotify) para impactar os usuários com o formato de vídeo também é uma excelente forma de aumentar o alcance da marca e se comunicar com uma audiência específica.

Quer saber como aplicar esta estratégia ao seu planejamento de mídia digital? Entre em contato com o time da Publya.